Direitos Humanos

Fernanda é interrompida por Itamaraty na ONU ao denunciar governo Bolsonaro

A deputada federal Fernanda Melchionna, do PSOL do Rio Grande do Sul, foi impedida pela delegação do Brasil na ONU de continuar seu discurso em uma reunião das Nações Unidas nesta quinta-feira (17) que tratava sobre a responsabilização de multinacionais que violam direitos humanos. Os representantes da diplomacia brasileira bateram repetidamente na mesa com a placa de identificação do país para chamar atenção da presidência da sessão. O gesto ocorreu exatamente no momento em que a deputada afirmou que o governo brasileiro era um país perigoso para ativistas e defensores de direitos humanos e, por isso, não merecia um assento no Conselho de Direitos Humanos da ONU. A questão entraria em votação no mesmo dia.

Acompanhe nossos projetos

  • PL 3741/2019
    Escola sem Discriminação: programa de formação de professores para enfrentar a LGBTfobia
  • PL 173/2019
    Fim da desigualdade salarial entre homens e mulheres: trabalho Igual, salário igual
  • REQ 42/2019
    Taxação das grandes fortunas
  • PRC 3/2019
    Fim do auxílio moradia

Vem ser PSOL!

Os tempos difíceis nos exigem muita capacidade de luta e organização! Vem ser PSOL e fortaleça a luta contra o governo Bolsonaro!

Quero me filiar

Cadastre-se para receber informações do mandato e novidades sobre as nossas lutas!