Acreditamos que com a drástica desigualdade social que vivemos no Brasil, não é justo que Deputados Federais, com residência própria ou que optem por apartamentos funcionais, recebam ainda auxílio extra para pagar o custo de sua residência. É inadmissível ter esse volumoso gasto público com parlamentares que já têm salários muito acima da média da população enquanto as pessoas sofrem com os baixos salários e o Brasil figura com um déficit habitacional de milhões de pessoas que não têm onde morar.

O atual presidente do Brasil, mesmo tendo imóvel próprio em Brasília, recebia quando deputado federal R$ 4.253,00 de auxílio-moradia. Quando questionado sobre o assunto, respondeu à reportagem do jornal Folha de S. Paulo que usava o dinheiro para “comer gente”, em flagrante deboche com a desigualdade do país.

Cadastre-se para receber informações do mandato e novidades sobre as nossas lutas!