PSOL aciona MPF contra diretor-geral da PF por troca de chefe do órgão no Amazonas após críticas a Ricardo Salles

16 abr 2021, 12:28 Tempo de leitura: 1 minuto, 2 segundos
PSOL aciona MPF contra diretor-geral da PF por troca de chefe do órgão no Amazonas após críticas a Ricardo Salles

Nesta quinta-feira (15), a bancada do PSOL apresentou uma representação ao Ministério Público Federal (MPF) contra o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino. O motivo é a troca do chefe da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva, feita como retaliação às críticas feitas por ele ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, o delegado Saraiva criticou Salles por causa da maior apreensão de madeira do Brasil. Ele disse que foi “a primeira vez que viu um titular da pasta se posicionar contra uma ação que mira preservar a floresta amazônica” e afirmou que não deixaria “passar a boiada”, em relação a uma fala de Salles na reunião interministerial de abril do ano passado.

Saraiva declarou à Folha que tudo que foi apreendido desde dezembro do ano passado, mais de 200 mil metros cúbicos de madeira, era produto de ação criminosa e que as empresas até agora não apresentaram documentos requisitados pela PF.

Ricardo Salles, por sua vez, foi ao Norte do país por duas vezes para pressionar pela proteção dos madeireiros, dizendo que “não podia demonizar o setor madeireiro”, e pela liberação da madeira ilegal apreendida.