Aprovada convocação do atual Secretário Municipal da Fazenda pela Câmara de Vereadores

O requerimento foi apresentado pela líder da Oposição na Casa, vereadora Fernanda Melchionna (PSOL) “Votar contra a convocação do Secretário Municipal da Fazenda é uma grande contradição da base do governo Marchezan”, disse Fernanda Melchionna Nessa segunda-feira (6) foi aprovado o requerimento de convocação do atual Secretário Municipal da Fazenda,Leonardo Busatto, apresentado pela líder da Oposição na Casa, vereadora Fernanda Melchionna […]

6 fev 2017, 02:54 Tempo de leitura: 1 minuto, 35 segundos
Aprovada convocação do atual Secretário Municipal da Fazenda pela Câmara de Vereadores

Fonte:

O requerimento foi apresentado pela líder da Oposição na Casa, vereadora Fernanda Melchionna (PSOL)

Votar contra a convocação do Secretário Municipal da Fazenda é uma grande contradição da base do governo Marchezan”, disse Fernanda Melchionna

Nessa segunda-feira (6) foi aprovado o requerimento de convocação do atual Secretário Municipal da Fazenda,Leonardo Busattoapresentado pela líder da Oposição na Casa, vereadora Fernanda Melchionna (PSOL), por 21 votos a favor e 10 contra. O requerimento também convida o ex-Secretário Municipal da Fazenda, Eroni Numer, para participar da discussão. A convocação foi apresentada pela vereadora com intuito de trazer os secretários para dar luz à situação financeira de Porto Alegre.

De acordo com Fernanda, a diferença de informações com relação ao déficit das finanças é de no mínimo 322 milhões de reais – que corresponde a quase 6 vezes o que o município gasta com a segurança pública ou a mais de duas vezes o pagamento da folha dos servidores municipais.

“A aprovação do requerimento representa uma vitória importante para a população que poderá ficar a par da real situação financeira do município e não à mercê de dados duvidosos que podem inclusive servir de pretexto para a retirada de direito do próprio povo. No entanto, esperávamos que o requerimento fosse aprovado por unanimidade. Uma grande contradição do governo Marchezan, que durante a campanha eleitoral disse que a marca do seu governo seria a transparência e hoje, durante a importante votação mobilizou a sua base para votar contra a convocação”, finalizou Fernanda.

O atual Secretário será convocado pela mesa diretora da Câmara de Vereadores provavelmente a partir de março, após sua participação na Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e do Mercosul (Cefor) da Casa.