A líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Fernanda Melchionna, irá oficiar os Ministérios Públicos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e o Ministério Público do Trabalho a respeito do aumento da propagação da Covid-19 no interior dos dois estados nas regiões que possuem grande quantidade de frigoríficos.

A denúncia leva em consideração uma nota técnica da Rede Urbanismo contra a Covid-19 em SC que revela uma relação entre as atividades nos frigoríficos no Oeste de Santa Catarina e Norte do Rio Grande Sul e o aumento da propagação do vírus na região. O objetivo é provocar os MPs a seguirem investigações sobre o tema e solicitar informações ao MPT sobre quais medidas estão sendo tomadas para conter essa propagação nos frigoríficos.

Na última terça-feira, o Ministério Público do Trabalho informou que 32 frigoríficos do RS possuem trabalhadores infectados. Ao todo, 4.957 trabalhadores tiveram teste positivo para a Covid-19, o que representa cerca de um 25% dos 20,8 mil contaminados citados no boletim oficial da Secretaria Estadual da Saúde.

No RS, as cidades que possuem surtos em frigoríficos são Arroio do Meio, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Encantado, Farroupilha, Garibaldi, Lajeado, Marau, Nova Araçá, Osório, Passo Fundo, Poço das Antas, Presidente Lucena, Santa Maria, São Gabriel, Seberi, Serafina Correa, Tapejara, Teutônia, Três Passos, Trindade do Sul, Vila Lângaro e Westfália.

A nota técnica divulgada pela RedeUrb informa que a circulação dos trabalhadores entre os municípios da região do Oeste Catarinense e do Norte do Rio Grade do Sul, considerada ainda a influência urbana de Porto Alegre, criou um território de suscetibilidade à contaminação generalizada pela Covid-19.

Além disso, a escolha política realizada pelo Governo do Estado de SC e prefeituras municipais de operar a reabertura das atividades econômicas exatamente no momento em que o contágio se iniciava na região Oeste fez com que a proliferação se espalhasse rapidamente.

A nota aponta para a necessidade urgente de uma ação coordenada entre governo do estado de SC e municípios, sindicatos dos trabalhadores e representantes patronais para a criação de um plano de contenção da proliferação.

A líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Fernanda Melchionna (RS), acredita que a ação deve ser coordenada também com o governo do RS de maneira a ampliar e massificar a testagem dos trabalhadores e seus familiares, intensificar o trabalho da vigilância sanitária e superintendências regionais do trabalho sobre as condições de trabalho nos frigoríficos, garantir do afastamento dos trabalhadores em grupo de risco e a manutenção dos postos de trabalho.

“Em condições normais, o Ministério Público do Trabalho e entidades de representação dos trabalhadores têm alertado há muitos anos sobre as condições precárias e insalubres a que os trabalhadores em frigoríficos são submetidos e ao aumento exponencial das doenças do trabalho entre esses trabalhadores. Agora, mais do que nunca, é necessário que tenhamos  atenção sobre essas condições e sobre os riscos de contaminação”, afirma Fernanda.

Confira em gráfico a disseminação de casos do coronavírus entre RS e SC e a relação com a presença de frigoríficos:

Cadastre-se para receber informações do mandato e novidades sobre as nossas lutas!

Vem ser PSOL!

Nossa luta não começa nem termina nessas eleições. Depois do primeiro turno, em que comemoramos a derrota dos candidatos, apoiados por Bolsonaro e a votação expressiva e vitoriosa do PSOL, em diversas capitais, gostaríamos de te convidar pra ser parte do partido que mais cresce no país!

Quero me filiar