Fortaleça a luta em defesa da educação e assine o abaixo-assinado!

Estamos preocupados com o futuro da educação pública no nosso país. No início de março, através do decreto 9.741, o governo Bolsonaro cortou quase 6 bilhões de reais da Educação, ou seja, 25% do orçamento previsto para o ano. Se não bastasse isso, nessa semana o Ministério da Educação anunciou um contingenciamento de 30% das verbas para a Educação Pública para o segundo semestre, condicionando a revisão do corte à aprovação da reforma nefasta da previdência. Fazer chantagem com os direitos do povo é que é uma verdadeira balbúrdia!

No Rio Grande do Sul, reitores das universidades da UFSM, UFRGS, UFpel e FURG estão dizendo que o bloqueio de recursos vai deixar o funcionamento das instituições insustentável. Os prejuízos para o ensino, pesquisa e extensão universitária são imensuráveis assim como a sustentabilidade da política de acesso e permanência dos estudantes. O cenário ainda pode aprofundar as condições de trabalho e ensino nas instituições de ensino. Os cortes atingem também os Institutos Federais e os Centros Federais de Educação Tecnológica já tão sucateados.

Dia 30 de maio será um dia nacional de mobilização em defesa da educação pública. É hora de ampliar a luta! Estaremos nas ruas! Vamos juntos e juntas! Confira os protestos marcados para essa quarta-feira:

Confira a fala da Fernanda em audiência com o Ministro da Educação no plenário da Câmara dos Deputados:

Cadastre-se para receber informações do mandato e novidades sobre as nossas lutas!