Diante das manobras que elegeram a deputada federal Bia Kicis (PSL/DF) para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça nesta quarta-feira (1), a deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL/RS) irá recorrer da decisão que indeferiu a sua candidatura avulsa para o cargo.


“Não há nenhum respaldo no regimento para indeferir candidaturas avulsas para a CCJ. O que aconteceu foi um acordo de líderes, sem o consenso do PSOL. Por isso, essa patrola no Regimento, que possibilitou a escolha da obscurantista da Bia Kicis para presidência da Comissão e o indeferimento da minha candidatura, é absurda! Por isso vou recorrer da decisão ao plenário. O Brasil está em perigo ao ter uma inimiga da Constituição e uma extremista que ataca governadores e que sabota o combate à COVID-19 na CCJ, principalmente agora nesse período mais crítico da pandemia.”, disse Fernanda.

A manobra política que garantiu a escolha da obscurantista da Bia Kicis para presidência da Comissão de Constituição e Justiça foi destaque também no Jornal Nacional. Confira:

https://www.facebook.com/fernandapsol/posts/3532985730146518

Cadastre-se para receber informações do mandato e novidades sobre as nossas lutas!

Vem ser PSOL!

Nesse mês de março de luta das mulheres, te convidamos a ser parte do partido que mais cresce em todo Brasil e fortalecer a batalha contra a extrema-direita e a luta feminista e antirracista!

Quero me filiar