Realocamento de servidores da FEE indignam a sociedade

Diversos profissionais extremamente qualificados foram transferidos da Fundação de Economia e Estatística (FEE), que está em processo de extinção pelo governo Sartori, para a Polícia Civil. A decisão deixou os profissionais e a sociedade indignados. O RS tinha um quadro que contava com mestres, doutores e pessoas com trajetórias históricas na construção das análises sobre nossa economia e mercado. Com a extinção da fundação, os profissionais serão transferidos para fiscalizar tornezeleiras! Que ignorância deste governo. Força, amigos! Estamos juntos para combater este absurdo!

Foto: David Alves/Palácio Piratini

Deixamos um texto sensível e tocante do amigo e professor da UFRGS, Francisco Marshall, sobre a situação:

“BARBÁRIE REVOLTANTE!
ENOJANTE!

Eis, entrevistado no programa Frente a frente, da TVE, o economista André Scherer, um quadro técnico de altíssima competência da FEE – Fundação de Economia e Estatística do RS, órgão vital para o planejamento público e privado neste estado que o governo Sartori se esforça por destruir.

Com a extinção da FEE, compraremos da FIPE SP por preço maior dados de menor qualidade. Os quadros técnicos altamente qualificados da FEE, com dezenas de mestres e doutores, seus bancos de dados históricos, altamente produtivos, nossa autonomia para pesquisar, indexar e dar suporte ao planejamento agora vai pro lixo, e nada teremos em troca, nenhuma economia, apenas perda de um recurso de desenvolvimento precioso.

Pois bem. Agora André Scherer, o economista que vocês podem ver aqui em sua lucidez e civismo, soube que será transferido para a Polícia Civil!

Esse baita economista agora vai certificar que detentos estão usando a tornozeleira.

Isto é MUITO REVOLTANTE!

Morto o bom senso, não há mais lei ou capacidade de resistência neste estado? Os vândalos bárbaros ignorantes vão realmente nos impor esta barbárie?

Força, André!”