Bancada do PSOL responde a ameaça de empresas do transporte

 “Uma ameaça de má prestação de serviço, de descumprimento de regras e de intimidação do poder judiciário”. Foi assim que os vereadores Fernanda Melchionna e Pedro Ruas qualificaram a nota da Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP), publicada nesta segunda, 20 de maio, nos jornais da capital.

Os vereadores convidaram os veículos de comunicação para uma coletiva de imprensa, em que esclareceram o que foi levado em consideração na Ação Cautelar que reduziu o preço da passagem de R$ 3,05 para R$ 2,85, de autoria da bancada do PSOL. Valores de combustíveis, recapagem de pneus e até mesmo da compra dos veículos estão sob investigação do Tribunal de Contas do Estado, com custos muito acima da média do mercado.

“As empresas do transporte sempre ganharam acima dos lucros estabelecidos. Agora partem para esta forma ilegítima de pressão do poder judiciário. Não aceitamos que as instituições da república sejam atacadas desta forma”, afirmaram.

Com a ameaça expressa na nota da ATP, os vereadores do PSOL agora contam com a ajuda da população para fiscalizar o serviço oferecido pelas empresas de ônibus. Uma fanpage foi criada para que usuários do Facebook possam relatar atrasos e problemas, e os vereadores também visitarão pontos de ônibus para verificar se os horários das linhas estão sendo cumpridos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *