Cidade Baixa Viva, cheia de Música e Poesia!!

Nessa sexta-feira, dia 20, vamos colocar o bloco na rua!!! Estaremos com a vereadora Fernanda caminhando pela Cidade Baixa, conversando com a população, donos dos bares, frequentadores e artistas. Porto Alegre precisa reeleger Fernanda para que siga sendo nossa voz na Câmara de Vereadores em defesa da cultura e da arte por toda a cidade. Seja parte desse movimento! Traga seu instrumento e sua alegria e participe da caminhada.

A Cultura tem que ser prioridade!

Cada vez fica mais claro que a cultura não é uma prioridade dos gestores da nossa cidade. O investimento é ínfimo, os espaços públicos culturais estão sendo restringidos e/ou privatizados e, se já não bastasse tudo isso, a SMIC (Secretaria de Industria e Comércio) tem perseguido os artistas de rua. São vários casos de artistas atacados pelo “crime” de fornecer acesso ao teatro e à música para a população. O Auditório Araújo Viana, antigo espaço de shows populares, foi desmontado, entregue a iniciativa privada e segue fechado. O Largo Glênio Peres, palco de diversas manifestações culturais e políticas, foi transformado em estacionamento.

Mais recentemente, a Cidade Baixa também tornou-se alvo da ação “cultura zero” imposta pela prefeitura, que tenta acabar com o bairro enquanto espaço de lazer, gastronomia, música e dança, fechando bares e tentando restringir música ao vivo às casas noturnas. Felizmente, várias pessoas resistem e insistem em não deixar a cidade baixa morrer. A vereadora Fernanda, músicos, artistas, donos de bares, frequentadores… organizaram duas caminhadas culturais em defesa da Música ao Vivo, do Trabalho e da Cultura. A mobilização conseguiu ampliar o horário de funcionamento dos bares e liberar a música ao vivo. Mas prefeitura segue desrespeitando alguns acordos. Por isso, precisamos seguir atentos e mobilizados.

Precisamos declarar que queremos uma Cidade Baixa Viva, cheia de Música e Poesia!!

Confirme presença no evento do facebook aqui.

Não esqueça de convidar os amigos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *