Mais um aumento abusivo na tarifa do ônibus em Porto Alegre

Charge: Bastos

Charge: Bastos

Todo mundo que pega ônibus em Porto Alegre sabe que eles demoram muito para chegar, a maioria das linhas estão sempre lotadas e a passagem tem um preço altíssimo para o nosso bolso. Como se não bastasse todo o ano a Prefeitura de Porto Alegre aumenta a tarifa no meio das férias, ou seja, um período de pouco movimento na nossa capital. Eles têm esse tipo de postura para não haver mobilização da população, já que normalmente os aumentos são abusivos. De 1994 até 2011 o valor da passagem aumentou 629,73% e a inflação, no mesmo período, foi de 257,44%. Ou seja, a tarifa de ônibus tem aumentado, em média, o dobro da inflação. Um verdadeiro assalto ao bolso do trabalhador.

Repudiamos essa atitude arbitrária de aumentar a passagem na calada da noite e sem debate com a sociedade, já que o transporte coletivo é uma concessão pública e deveria estar a serviço da população e não ao lucro dos empresários. Necessitamos desse transporte para nos locomover para estudar, trabalhar e para o lazer. Esse ano não será diferente, já anunciaram o aumento da passagem para R$ 2,88. Os empresários, com o aval do prefeito, dizem que esses aumentos se devem aos salários dos rodoviários, porém sabemos não ser verdade, pois o salário dessa importante categoria também está sofrendo sistemática defasagem. Em 1993 recebiam 3 salários mínimos, hoje recebem menos de 2. O aumento se deve na verdade à ganância das empresas do transporte coletivo com a conivência do prefeito.

Lamentavelmente o COMTU (Conselho Municipal de Transporte Urbano), conselho com entidades da sociedade civil, que se reunirá hoje para debater o índice de aumento, vota todos os anos a favor do aumento e contra a população de Porto Alegre. É um conselho que não representa a vontade do povo. Mas a maior culpada é a Prefeitura que sanciona o aumento, enfiando goela abaixo da população, cerceando seu direito de ir e vir.

Nosso partido, o PSOL, elaborou alguns projetos de leis no sentido de melhorar o transporte da nossa cidade, como limite de tempo de espera nas paradas, meia passagem para estudantes também aos domingos e feriados, utilização do cartão TRI nas lotações e ainda, através do vereador Pedro Ruas entramos com uma ação popular reivindicando que nenhum aumento nos ônibus seja permitido antes da decisão judicial acerca da ausência de licitação e das tarifas abusivas e ilegais.

Porém sabemos que melhorar o transporte não basta. Os jovens de Teresina e Espírito Santo são exemplos de que não é apenas em Porto Alegre que isso ocorre e de que somente com mobilização e organização podemos barrar esses aumentos. Por outro lado, é vergonhosa a postura dos governos que de forma autoritária e violenta reprimem as manifestações.

Espero aqui em Porto Alegre que o prefeito Fortunati não permita o assalto mais uma vez dos porto-alegrenses, mas principalmente, que a luta contra os aumentos abusivos das passagens de ônibus se fortaleça em todo o país. Contem com o nosso mandato nessa batalha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *